Iniciativa de energia renovável da Heineken chega a lares brasileiros, com descontos diretos na conta de luz

A Heineken está investindo em energia verde para a produção de suas cervejas, bares e restaurantes e para os lares brasileiros / Foto: Divulgação

Adesão ao Programa Energia Verde pode levar a economia de 20%

Por Fernanda Baldioti | Conteúdo de marca • Publicada em 1 de abril de 2022 - 12:00 • Atualizada em 18 de abril de 2022 - 09:25

Compartilhe

A Heineken está investindo em energia verde para a produção de suas cervejas, bares e restaurantes e para os lares brasileiros / Foto: Divulgação

Primeiro foram os bares e restaurantes. Agora, a Heineken está levando energia renovável para a casa dos brasileiros, que poderão participar de um projeto da marca, de forma gratuita, e ter acesso à energia 100% verde. Além da conscientização, a iniciativa beneficia os participantes com descontos diretos na conta de energia que podem chegar a 20% do consumo, a depender da região.

Em dezembro de 2020, a produção e o envase das cervejas Heineken com energia 100% verde teve início nas cervejarias de Alagoinhas (BA), Araraquara (SP), e Ponta Grossa (PR). Até 2023, a tecnologia estará implantada em Jacareí (SP). Depois de repensar a forma de produção, ao facilitar o acesso à energia renovável, a marca incentiva os consumidores a repensarem as formas de consumo, incluindo o consumo de energia dentro de casa.

“A geração distribuída já é uma realidade na Europa e Estados Unidos, onde os consumidores têm a opção de escolher formas sustentáveis de abastecimento de energia. Aqui no Brasil, o formato está se consolidando e por isso estamos felizes por conseguir, junto a parceiros, atuar ativamente como facilitadora desse movimento pioneiro. Acreditamos na sustentabilidade como uma construção conjunta da indústria e da sociedade e poder de alguma forma facilitar esse processo, com uma ação concreta, que entrega benefícios ao meio ambiente e às pessoas, é uma grande conquista”, conta Gabriel D’Angelo Braz, diretor de marketing da marca Heineken no Brasil.

A participação é feita por meio de um cadastro. Basta acessar a plataforma com CNH ou RG/CPF do titular e cópia ou foto da conta de energia. A participação é gratuita, sem pagamento de taxas de adesão e sem fidelidade.

A distribuição de energia será feita normalmente pela rede da concessionária de energia regional, sem qualquer tipo de custo ou necessidade de adaptação no sistema elétrico atual.

Para ter acesso ao benefício, o usuário precisa comprovar que tem o valor médio mensal de no mínimo R$ 200 em sua conta de energia. Após a adesão, o prazo estipulado para a conversão e fornecimento de energia verde é de até 120 dias.

O projeto é operacionalizado em parceria com geradores regionais de energia renovável certificada e a disponibilidade do serviço acontece de forma gradual nos Estados. Atualmente, moradores dos estados de Minas Gerais, Goiás, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Distrito Federal e São Paulo (CPFL Paulista), por exemplo, já conseguem solicitar a adesão ao programa. Nos demais estados, a previsão é que o serviço esteja disponível entre o segundo semestre de 2022 e o primeiro semestre de 2023. Até lá, moradores dessas regiões podem fazer um pré-cadastro no site do projeto para acompanharem a chegada em suas cidades.

Em 2021, o projeto piloto teve início com o atendimento a bares e restaurantes parceiros da marca, que desde então já se beneficiam com o programa. A meta é alcançar 50% dos pontos de vendas, em 19 capitais, até 2030.

“A marca Heineken terá papel fundamental dentro do Grupo Heineken no Brasil para alavancar metas da companhia, como a neutralização das emissões de carbono em toda a sua cadeia de valor até 2040.  Acreditamos que este projeto pode estimular atitudes individuais que colaborem para a transformação das cidades em cidades mais sustentáveis, por meio de apresentação de soluções, novas possibilidades e novas perspectivas”, afirma Ornella Vilardo, Gerente de Sustentabilidade do Grupo Heineken no Brasil, lembrando que a companhia também tem a meta de chegar a 100% de energia renovável em suas fábricas em 2023.

Esse tipo de iniciativa da indústria é urgente para conseguirmos conter o avanço das mudanças climáticas e também estimula o avanço da diversificação da matriz energética brasileira, o que traz mais segurança energética ao país.

O uso de fontes renováveis diversas também é um mecanismo importante para reduzir as tarifas de energia. Desde setembro, a bandeira escassez hídrica, criada para cobrir os custos da geração de energia durante o período de seca, está ativa na conta de luz dos brasileiros e deve continuar pelo menos até o mês de abril. Ela adiciona R$ 14,20 a cada 100 kWh consumidos à conta.

Os consumidores de energia pagaram R$ 20,7 bilhões em bandeiras tarifárias no ano passado, segundo a CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica). O montante representa 56,4% da soma de todas as arrecadações com a tarifa nos seis anos anteriores.

 

Fernanda Baldioti

Jornalista, com mestrado em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), trabalhou nos jornais O Globo e Extra e foi estagiária da rádio CBN. Há mais de dez anos trabalha com foco em internet. Foi editora-assistente do site da Revista Ela, d'O Globo, onde se especializou nas áreas de moda, beleza, gastronomia, decoração e comportamento. Também atuou em outras editorias do jornal cobrindo política, economia, esportes e cidade.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

3 comentários “Iniciativa de energia renovável da Heineken chega a lares brasileiros, com descontos diretos na conta de luz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *