Retratos da destruição

Por André Teixeira | Fotogaleria • Publicada em 29 de outubro de 2016 - 21:13 • Atualizada em 29 de outubro de 2016 - 21:17

Compartilhe

No início de novembro, o rompimento da barragem de Fundão completa um ano. As marcas da destruição estão expostas em Bento Rodrigues, a primeira vila atingida pela enxurrada de lama. Os troncos das árvores estão tingidos de uma cor barrenta, o que sobrou da escola municipal de Bento Rodrigues está tomado por mato, objetivos pessoais estão soterrados na lama e  casas foram transformadas em destroços. Todos, no entanto, preferem que o cenário da tragédia fique intocado. Uma tentativa de manter viva a memória de um lugar que literalmente sumiu do mapa. Clique ou toque na imagem para ver a fotogaleria.

André Teixeira

Formado em Jornalismo pela UFRJ, começou a carreira como estagiário de O Globo, em 1990. Dois anos depois, passou a trabalhar como free-lancer para empresas como Sebrae, Petrobras, Coca-Cola e Unisys. Em 98, voltou ao Globo, como repórter-fotográfico, e, em 2011, passou a atuar como editor assistente de fotografia. Atualmente escreve e fotografa.

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sair da versão mobile