Um Jardim em Floresta

Quando a umidade de um bairro do Rio ajuda a esverdear o semiárido de Pernambuco

Por Kelly Lima | Fotogaleria • Publicada em 11 de abril de 2018 - 11:37 • Atualizada em 11 de abril de 2018 - 16:25

Compartilhe

Dois mil quilômetros separam o alto do bairro de Laranjeiras, quase dentro da Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro, do município de Floresta, localizado no semiárido pernambucano. De floresta, Floresta não tem nada. Vive entre períodos secos e menos secos, com umidade relativa sofrível para a vida humana e o que dirá para plantas e animais. Em comum com o bairro carioca, Floresta também não teria nada, não fosse a artista plástica Claudia Tavares identificar os contrastes entre os dois lugares a partir de um ponto em comum: seu ateliê no rio e a casa do ex-marido em Pernambuco.

Kelly Lima

Kelly Lima é paulista, mas há 14 anos no Rio já se considera um pouco carioca. Formada em jornalismo pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), especializou-se em economia, atuando na cobertura da área de energia por mais de uma década na Agência Estado. Mais recentemente, trabalhou na área de desenvolvimento econômico e social do BNDES e do Governo do Estado do Rio. É sócia da Alter Comunicação, que produz conteúdo informativo para instituições e empresas, entre elas o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds).

Newsletter do Colabora

Nossa newsletter é enviada de segunda a sexta pela manhã, com uma análise do que está acontecendo no Brasil e no mundo, com conteúdo publicado no #Colabora e em outros sites.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *